O sistema Avid S3L movimenta a turnê mundial 2013 do Primal Scream

Para os icônicos músicos escoceses do Primal Scream e sua equipe o foco no transporte de equipamentos estava em primeiro plano. O engenheiro de PA Michael Brennan foi confrontado com a necessidade de ajustar o seu kit em um pequeno trailer que seria rebocado atrás do ônibus da turnê, uma vez que trabalhou seu caminho em toda a Europa e no Japão antes de voar em retorno ao Reino Unido para a turnê das últimas datas. Normalmente a falta de espaço significaria sair em turnê sem um console de mixagem.

Brennan , que trabalha exclusivamente com sistemas Avid durante os últimos oito anos, se aproximou da Avid e perguntou sobre o uso de uma solução alternativa, especificamente o seu novo sistema de som ao vivo S3L, imaginando ser versátil e compacto. “Eu queria usar o S3L nesta turnê do Primal Scream por várias razões.”, diz Brennan. “Eu sabia que a qualidade do som era incomparável e por causa do tamanho compacto do console e das caixas de palco, eu seria capaz de encaixar tudo dentro do trailer. Além disso, o arquivo de show que eu já tinha criado era compatível com ele, então eu estava confiante de que a transição seria simples.”

Tamanho compacto e alto desempenho

O novo console também fez sua estreia na turnê japonesa, tendo sido fornecida localmente pela Clair-Japão. “É perfeito para uma pequena excursão e, por causa da modularidade do S3L e sua arquitetura de rede Ethernet AVB, o tempo de instalação é super rápido, mas ele é realmente fácil de expandir, caso você precise”, explica Brennan. “Eu posso criar uma mesa de 64 canais , 48 linhas de palco e 128 canais de mixagem através de um cabo de rede de 75m Cat5e em cerca de dez minutos. Simplesmente fantástico ! Eu não poderia ter feito essa turnê se não fosse tão pequeno e modular. Eu tenho que levar tudo em uma van Transit, em caminhões, carros e no avião, e tem sido muito fácil de levar.”.

Não são apenas os engenheiros de som a quem o S3L fez uma impressão positiva. “Ele também está provando muito popular nos locais porque tem uma pegada pequena de tal forma que os promotores podem vender mais assentos, o que, obviamente, amam.”, acrescenta Brennan.

“Não vou mudar de fabricante!”

Michael é um usuário de produtos Avid desde longa data. Trabalhou pela primeira vez com uma D-Show em uma excursão dos Super Furry Animals em 2005, e daí em diante não olhou mais para trás. Em seguida pôs as mãos em um sistema Avid Mix Rack, ficou então tão impressionado que comprou um que o acompanhou em todas as turnês na qual estava envolvido. Ele também tem mixado, produzido e gravado vários álbuns ao longo dos últimos 15 anos sempre utilizando o Pro Tools, para artistas como Snow Patrol, Primal Scream, Mogwai e Super Furry Animals.

“A Avid é o padrão da indústria para som ao vivo. Seus produtos estão disponíveis globalmente e eu nunca tive uma falha, apesar de ter mixado mais de 700 espetáculos em sistemas deles”, informa Brennan. “As vantagens que você obtém com o uso de sistemas para shows ao vivo da Avid sobre consoles digitais rivais está na qualidade superior de som, funcionalidade e confiabilidade, além de tudo caber dentro de um espaço compacto. Há uma grande variedade de plug-ins disponíveis, além de suporte abrangente do fabricante. Estes benefícios são fundamentais para manter a consistência de áudio em qualquer show e para ter uma grande experiência durante a mixagem.”

Sobre os benefícios de custos que vêm com o uso de um sistema Avid Brennan diz: “Eu posso trazer um amplo sistema que ocupa pouco espaço no caminhão, onde o espaço é limitado e, nos shows menores, graças à S3L, eu estou agora levando o meu próprio sistema em uma van. Também é reconfortante que eu possa chamar a rede de apoio mundial da Avid para solicitar uma placa no local, para que possamos poupar dinheiro em custos de transporte, o que pode realmente acabar com a duração de uma turnê. Eu não consigo pensar em um território onde eu não tenho sido capaz de solicitar uma Mix Rack, uma SC48 ou S3L e estou à vontade para usar qualquer um desses sistemas, como o meu arquivo de show é compatível com todos eles.”.

Brennan acrescenta: “Eu construí um extenso catálogo de sistema de som com equalização para diferentes salas de forma que me permite ir a qualquer evento ao vivo com qualquer PA e imediatamente recordar minhas configurações armazenadas, dando-me um excelente ponto de partida. Com plug-ins fui capaz de fazer a divisão de frequências em várias ocasiões. Isso salvou o show duas vezes quando o crossover da casa não estava funcionando direito, foi incrível.”.

Acelerador de fluxo de trabalho

Brennan usa regularmente a funcionalidade de passagem de som virtual da Avid, ele sempre passa o som antes da turnê. “Quando a banda entra para os ensaios, eu gravo no Pro Tools diretamente da placa e então eu sou capaz de sentar com o artista na FOH e acertar o conjunto da mix. A função cena foi um grande avanço e é muito poderosa, uma vez que dá ao artista uma sensação de envolvimento e confiança, assim eles são capazes de realmente saber como soam. É uma ferramenta muito criativa que permite-me perceber e alcançar o som que nós dois queremos.”.

Em 2010, a turnê do Primal Scream foi inteira gravada no Pro Tools, show após show e então foram capazes de mixar um DVD ao vivo em estéreo e 5.1 usando o Pro Tools. Ele diz: “A compatibilidade do Pro Tools com o sistema S3L da Avid foi um processo simples e eu era capaz de mixar na superfície, como eu já tinha feito no show.”.

Com uma ampla gama de ferramentas , funções e plug-ins em suas mãos, Michael pode se concentrar na criatividade e ter uma maior colaboração com os artistas, sem ter que se preocupar com limitações de espaço, problemas técnicos e tempo de instalação.

Para obter mais informações sobre o sistema S3L, acesse o site da Quanta Live.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome E-Mail Website
Mensagem

© 1990 - 2019 Quanta Brasil. Todos os direitos reservados.